Arenápolis News - arenapolisnews.com.br
Cultura
Segunda - 11 de Julho de 2016 às 11:21
Por: Lorenzo Falcão/Da Assessoria AL/MT

    Imprimir


(Foto: Arte de Augusto Figliaggi/Carlini & Caniato Editorial)
Lançamento do livro - A travessia de um bufão
Lançamento do livro - A travessia de um bufão

“Liu Arruda: a travessia de um bufão” é a novidade cultural que aporta na Assembleia Legislativa, na segunda-feira próxima. O livro, de autoria do cuiabano Ivan Belém e editado pela Carlini & Caniato, terá seu lançamento no dia 11, a partir das 19 horas, no foyer do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros.

A obra foi uma das contempladas no edital que resultou no 1º Prêmio Mato Grosso de Literatura. E resulta da tese de doutorado de Ivan Belém, historiador (UFMT) que, além da formação acadêmica, acumula longa experiência como ator e atuou inúmeras vezes com o irreverente ator cuiabano, Liu Arruda (1957-1999), um dos mais expressivos artistas do teatro mato-grossense em todos os tempos.

Ao lado de Liu, Ivan foi um dos fundadores do Grupo Gambiarra, trupe precursora do teatro de rua em Cuiabá, nos anos 80. Além da dupla, a atriz Meire Pedroso, formava um trio que ultrapassou as fronteiras dos espaços convencionais da arte cênica, levando aos bares, ruas e praças experimentações inovadoras. Sempre com uma linguagem temperada pela irreverência, a paródia, o deboche e a cizânia; claro que inserindo nesse contexto os aspectos regionais.

Nos anos 80, o intenso processo migratório que explodiu em Cuiabá já era uma realidade estabelecida. “As pessoas vinham pra cá ocupar um local aparentemente (mas equivocadamente) vazio”, comenta o Ivan. E, de certa forma, o Gambiarra funcionou como um foco de resistência, valorizador e propagador do jeito cuiabano de ser.

“Liu Arruda: a travessia de um bufão”, é importante frisar, configura-se como uma obra que faz não só o registro desse passado recente de Cuiabá, mas também traz pitadas críticas e resgata da mera oralidade os feitos e trejeitos de Liu Arruda e seus parceiros, apresentando uma espécie de reação da sociedade cuiabana contra a explosão demográfica que a capital mato-grossense enfrentava.

“Uma espécie de auto-análise, que não procura neutralidade, foi o resultado obtido por Ivan Belém após quatro anos de doutorado.” É o que já foi escrito sobre o livro em 2015. Mas, e de onde vem a figura do bufão, ostentada no título do livro?

“O bufão é uma figura ancestral ao palhaço, o primeiro que se dedicou a fazer rir, ainda nas feiras medievais”, destaca Ivan. E ele também detalha que sua tese de doutorado foi em Educação e Meio Ambiente, e que o tema foi sugerido pela sua orientadora, a professora doutora da UFMT, Michele Sato.

“Não existe uma referência direta à questão ambiental, mas pensando no meio ambiente como meio político e social, podemos apontar o Grupo Gambiarra como um grupo que seguia as técnicas do Teatro do Oprimido, de Augusto Boal, e buscava uma transformação social”, justifica Ivan.

O lançamento de “Liu Arruda: a travessia de um bufão” tem apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://arenapolisnews.com.br/noticia/105325/visualizar/