Arenápolis News - arenapolisnews.com.br
Licio Antonio Malheiros
Sábado - 15 de Fevereiro de 2014 às 17:23
Por: Licio Antonio Malheiros

    Imprimir


O título em questão, nos leva a pensar em um eventual teste feito com um carro novo, é um evento especial e um investimento, razoavelmente elevado. Na verdade, este “test-drive” a que me refiro; trata-se de um tema pouco habitual a ser discutido, em função de se tratar, de algo pessoal e extremamente íntimo. O que nos levou a essa discussão, foi o fato de uma medida pouco ortodoxa, ter partido do Palácio do Planalto, no qual, o mesmo estaria disponibilizando a bagatela de R$ 50 000 reais para aquisição de papel higiênico, não se trata de um papel comum, o pedido atribui à compra de um papel especial “matéria-prima virgem”. As exigências não param por ai, os pacotes devem conter “papel branco, macio, resistente e com folhas intercaladas”, os rolos devem ser de alta qualidade e sem perfume, não estou criando nenhum factoide, esta notícia, foi veiculada em vários sites de credibilidade, em nosso país.

Que o Brasil é um país de contrastes, isso já sabíamos; agora, quando o mesmo extrapola e transcende a normalidade e credibilidade, em função de algumas ações, tomadas pelos nossos governantes, principalmente, quando se trata do Palácio do Planalto, que é a sede do Poder Executivo Federal, local de onde, deveriam emanar notícias alvissareiras e aceitáveis.

Infelizmente, fomos pegos de surpresa com mais esta ação, no mínimo questionável, por parte do Palácio do Planalto, medida esta, que suscitou indignação e insatisfação, para muitos brasileiros assalariados, que para manter-se, são obrigados, a fazer suas compras mensais em supermercados, muitos deles percebendo R$ 724,00 sem o reajuste de 6,78% que irá elevá-lo para R$ 678,00, o que não altera em nada.

Esse mesmo trabalhador tem em sua lista de compras, material de higiene pessoal, entre o quais um é indispensável, o papel higiênico, algo que não pode ser substituído, porém a grande maioria da população usa na verdade verdadeiras lixas, para fazer sua higiene pessoal, não por não gostar do produto citado acima, e sim, por falta de dinheiro para comprar pelo menos um de melhor qualidade.

Paradoxalmente, o Palácio do Planalto, lança um edital para compra de papel higiênico, com um valor um tanto salgado, principalmente pelo fato do nosso país estar atravessando uma crise financeira; ao mesmo tempo é disponibilizando para essa compra a bagatela de R$ 50 000 reais, com papel higiênico.

O que não bate, são os números, em uma pesquisa feita por nós, constatamos que uma marca de papel higiênico, de boa qualidade, com 60 metros, com doze rolos custa R$ 13,80, somente esses 12 rolos, mediria 720 metros; imaginem vocês, quantos rolos e metros dariam para comprar com R$ 50 000 reais? Façam essa conta, não gosto de exatas.

Temos certeza, que a população brasileira, não será convidada para fazer esse “test-drive”, com esse requintado objeto de desejo, o uso desse papel higiênico de primeira linha, por certo, o mesmo não será colocado para uso da população brasileira carente.

Pare o mundo, quero descer

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo (liciomalheiros@yahoo.com.br)




Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://arenapolisnews.com.br/artigo/817/visualizar/