Arenápolis News - arenapolisnews.com.br
Política
Quinta - 28 de Julho de 2016 às 10:02
Por: Tarso Nunes/RD News

    Imprimir


Gilberto Leite/Rdnews
Deputado federal Ezequiel Fonseca acha que governador é muito centralizador e pede mais diálogo
Deputado federal Ezequiel Fonseca acha que governador é muito centralizador e pede mais diálogo

Após a prisão do ex-secretário estadual de Educação (Seduc), Permínio Pinto (PSDB), o presidente estadual do PP, deputado federal Ezequiel Fonseca, cobra que o governador Pedro Taques (PSDB) convoque os partidos do arco de aliança que o elegeu em 2014 para traçar novo rumo.

“Ele (Taques) está seguindo um vôo solo, isso é muito perigoso na política. Mas por culpa dele. Ele é muito centralizador e um Estado igual Mato Grosso é impossível administrar sozinho. Até a nossa casa a gente não consegue administrar sozinho”, compara o progressista em visita à sede do .

Para Ezequiel a prisão de Permínio, ocorrida na última quarta (20), pelo Gaeco, fez com que o governo perdesse força, haja vista que Taques vem tentando conduzir a gestão com transparência. “Falou muito contra a corrupção e infelizmente governo são pessoas e aí acaba tendo esses atropelos”, avalia.


Conforme o presidente do PP, quando assume um governo é preciso chamar os aliados para auxiliar nos trabalhos, sendo os partidos do grupo PP, DEM, PSDB, PSB, PPS, PV, PTB, PSDC, PSC, PRP, PSL e PRB. Considera que é um equívoco achar que sozinho dará conta. “Só na cabeça de um promotor. Antes ele mandava fazer. Agora, ele tem que achar o jeito de fazer. Como vamos resolver a segurança pública? Tem que estar junto, mostrar os caminhos. Ele conhece. Ele Sabe exatamente que sozinho ninguém vai a lugar nenhum”, sustenta.

Ezequiel lembra que quando Taques se candidatou ao Palácio Paiaguás chamou todos os partidos. Considera que é preciso rediscutir como um todo. “Colocar todo mundo numa mesa. Se não tem projeto de governo, vamos escrever. Dá tempo ainda, tem dois anos e meio pela frente para que ele possa sair em alta”, sustenta.

A gestão Taques tem sido cobrada pela falta de articulação política no Executivo. O DEM, PSB e PSD, siglas que integram a base aliada, já cobraram medidas. Como resposta, o governo prevê na segunda reforma administrativa a criação do Gabinete de Articulação Política que será ocupado por Paulo Taques, que hoje está na Casa Civil.

Mea culpa

Ezequiel Fonseca afirma que tem cobrado dos presidentes estaduais do PSDB e PSB, respectivamente, Nilson Leitão e Fabio Garcia, a necessidade de dialogar com o governador para mostrar solidariedade. “Somos parceiros do governador, ajudamos a elegê-lo. Estamos aqui para o que precisar. Senão vamos passar como os omissos”, justifica.

O deputado espera que na volta dos trabalhos no Congresso Nacional, na próxima semana, possa reforçar com os parlamentares a possibilidade de um encontro com Taques.

Outro lado

A reportagem tentou contato com o chefe da Casa Civil Paulo Taques, mas estava numa reunião. Conforme assessoria, o secretário iria avaliar se responderia o deputado. Até a publicação, no entanto, não houve retorno.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://arenapolisnews.com.br/noticia/105525/visualizar/