Arenápolis News - arenapolisnews.com.br
Saúde
Sexta - 22 de Julho de 2016 às 15:39
Por: Maricelle Lima Vieira | SES-MT

    Imprimir


Foto por: Anderson Acendino
Grupo reune quinzenalmente em videoconferência coordenada pelo Ministério da Saúde
Grupo reune quinzenalmente em videoconferência coordenada pelo Ministério da Saúde

A Sala Estadual de Comando e Controle para o combate ao Aedes aegypti definiu pautas importantes para a continuidade dos trabalhos. Durante reunião realizada por videoconferência nesta quinta-feira (21.07), foram avaliados o quarto ciclo de visitas dos Agentes de Controles de Endemias e Agentes Comunitários de Saúde, e a capacitação de militares para o segundo semestre.

A reunião contou com representantes das secretarias de Estado de Saúde, Meio Ambiente, Cidades, Casa Civil, Defesa Civil, Escritório Regional de Saúde da Baixada Cuiabana e da Sala Nacional de Comando e Controle. O grupo se reúne a cada 15 dias e faz parte do Plano Emergencial de Enfrentamento ao Mosquito, lançado em dezembro de 2015 pelo governador Pedro Taques.

Foram apresentadas a Lei 13.301/2016 que dispõe sobre a adoção de medidas de vigilância em saúde quando verificada situação de iminente perigo à saúde pública pela presença do mosquito e a realização do Levantamento de Índice Rápido para o Aedes (Lira), durante a última quinzena do mês de julho.

A coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Ludmila Sophia de Souza, explica que as reuniões periódicas servem para nortear as ações desenvolvidas pelos 26 estados mais o Distrito Federal. A videoconferência desta semana contou com representantes dos estados de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro. “É o momento de apresentar de analisar as ações que estamos realizando, com metas e perspectivas, com foco no controle vetorial”, explica Ludmila.

Ela ainda acrescenta a realização de um seminário estadual sobre as ações de saneamento para enfrentamentos da dengue, chikungunya e zika vírus, com a participação de municípios e atores envolvidos. “Precisamos envolver os gestores municipais neste trabalho de corpo a corpo para que possamos dividir responsabilidades e desta forma ter resultados mais incisivos na proliferação do mosquito e na redução dos casos”.

A próxima reunião da Sala acontece no dia 04 de agosto sempre no período da manhã. Entre as ações realizadas pela Sala está a qualificação de 2,5 mil pessoas entre bombeiros, policiais militares e civis, exército e empresas privadas que juntos dos agentes comunitários e de endemias já visitaram mais de 3.336.307 imóveis no estado.

Números

Mato Grosso já registrou 25.911 casos de dengue neste ano. No mesmo período, no ano de 2015, foram registradas 14.489 notificações, o que representa um aumento de 56%. Diante do aumento no número de casos notificados, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) reforça o alerta para a intensificação das ações de prevenção e controle da dengue, chikungunya e zika nos 141 municípios mato-grossenses.

Em relação ao zika vírus são 22.530 casos suspeitos no Estado. Devido à incidência, Mato Grosso está com risco alarmante, com 690 casos a cada 100 mil habitantes. Cento e vinte e dois municípios estão classificados com alto risco da doença.

Já foram registrados este ano 1.254 casos suspeitos de febre chikungunya, o que representa uma incidência de 38 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Três municípios estão classificados com alto risco da doença.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://arenapolisnews.com.br/noticia/105482/visualizar/